Rastreio Ancendere verifica que o VIH/SIDA está a caminhar para uma fase de controlo no Príncipe

Rastreio Ascendere

Rastreio Ascendere

Príncipe, 12/04/2012 – A ONG Ascendere, em estreita colaboração  com o Governo Regional do Príncipe(GRP) tem em curso um programa  de assistência médica e medicamentosa à população da ilha do Príncipe com base em quatro rastreios que cursam em simultâneo.

Trata-se de rastreio da Hipertensão Arterial, da Diabetes Mellitus Tipo 2, de VIH / SIDA e rastreio do Cancro do Colo do Útero, actividades essas que tiveram o seu início em Julho do ano passado, onde foram observadas cerca de 800 pessoas  de  idades  que variam entre os 15 e os 85 anos.

Dos rastreios foram apurados 68 hipertensos correspondesntes a 22,6%, 7 diabéticos,  2,3% e três casos de VIH/SIDA. Os resultados anatomopatológicos revelaram  dois casos com lesões a justificar colposcopia e um caso de cancro de colo do útero.

Concernete ao VIH/SIDA, foram feitos 633 testes  e identificados  6 casos positivos,  correspondente a 0,94% .

Segundo o presidente da associação Ascendere,  dr. Francisco Pina Gil, os   seis casos identificados, três refere-se  a casos novos, dois casos refere-se a pacientes já detectados  que estão em tratamento e um caso trata-se de paciente que veio da capital do país, São Tomé, e  que deu entrada no hospital, dr.  Manuel Quaresma Dias da Graça e  ao ser diagnosticada detetou-se que é seropositivo.

Não obstante, dr. Pina Gil assegura que o VIH/SIDA  no Príncipe  está a caminhar para uma fase de controlo e apela a população a praticarem sexo seguro usando preservativo e aconselha as pessoas infectadas com o virus a usarem também preservativos, submeterem ao tratamento e ter um acompanhamento médico.

Para doentes com diabetes ou doença renal,  o dr. Pina Gil recomenda  manter os  valores da Tensão Arterial (TA) </= 130-80 mmHg, evitar o sal e consumir mais verduras. Concernete a mudanças dos hábitos alimentares sugere ainda  que o trabalho deve começar nas escolas com os mais novos.

O rastreio Ascendere tem como objectivo  recorrer para a vacinação contra o HPV – Papiloma Vírus Humano,  um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou mucosas frequentemente encontrados em determinadas neoplasias como o cancro do colo do útero, do qual se estima que sejam responsáveis por mais de 90% de todos os casos verificados. A principal forma de transmisão do HPV é por via sexual, sendo doença sexualmente transmissíveis mais frequentes.

Fotos: Plácida Lopes
Texto: Plácida Lopes
Governo Regional do Príncipe – GRP
Assessoria de Comunicação Social
(239) 2251 013

Sobre Placida

Jornalista
Gallery | Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s