“Príncipe está no bom caminho na luta contra a tuberculose”, diz a consultora da OMS Eugénia Salomão

Delegação da OMS faz avaliação externa ao programa de tuberculose no Príncipe

Delegação da OMS faz avaliação externa ao programa de tuberculose no Príncipe

Príncipe, 25/05/2012 – Está na  Região Autónoma do Príncipe (RAP) uma equipa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para fazer uma avaliação externa ao programa de tuberculose a nível da região

Desde do dia 21 do corrente mês,  que estão no terreno  três equipas da Organização Mundial da Saúde  com a missão de fazer uma avaliação externa ao programa da tuberculose de São Tomé e Príncipe.  A equipa responsável pela RAP,  representada pela consultora do Escritório Regional da OMS em África, Angélica Salomão chegou ontem a região  e já interagiu com as entidades pública-política regionais e sanitárias  bem como as comunidades e outros intervenientes que apoiam o sector da saúde na operacionalização do programa.

Segundo o Delegado Regional da Saúde, José do Prazeres, “o estado da tuberculose no Príncipe está sob controlo, entretanto requer  mais prevenção e seguimento dos tratamentos nos casos diagnósticados”.

Depois do encontro com os intervenientes que apoiam o sector da saúde na operacionalização do programa , a consultora Angélica Salomão fez uma apresentação pública da avaliação do programa da tuberculose a nível regional realizado em dois dias.  O briefing aconteceu no  Salão Nobre dos Paços do Conselho na tarde desta sexta-feira (25/05).

Na sua explanação, a consultora informou que 150 casos de turbeculose de todas as formas  são notificados anualmente  no país.  Deste total,  no Príncipe  somente há 4 casos suspeitos. Os resultados  da Delegação Regional da Saúde mostrou  que em 2009 houve  um caso, em 2010 e 2011  registo de  zero casos. De acordo com o Delegado Regional da Saúde, José dos Prazeres  actualmente existe um caso que está em tratamento.

Após a apresentação, a consultora  Angélica Salomão, parabenizou a RAP pelo avanço na luta contra o paludismo e também contra a turbeculose. Entretanto, ressaltou que a RAP precisa intensificar a luta conta o HIV/SIDA, uma vez que a tuberculose está acontecer muito ligada ao SIDA.

“ Quando falamos da tuberculose, falamos também do SIDA, porque a tuberculose está acontecer muito ligada ao SIDA.  Ao fazer a testagem da tuberculose  também é preciso fazer o teste  do SIDA. A tuberculose ligada ao SIDA pode significar grande  numero de mortes”,  alertou a consultota Angélica.

Além disso, a colsultora alertou ainda a questão do aumento de casos de diabestes na região. “A diabete diminui o estado de resistência imunológico da pessoa, e se a pessoa está em estado imunológico reduzido é fácil pegar tuberculose, que por sua vez complica o tratamento. Por isso, os casos de diabetes merecem toda a  atenção, e os casos que são identificados de turbeculose  deve ser tratados até ao fim”, afirmou Angélica.

No final da apresentação  a consultora  disse que o Príncipe está no bom caminho na luta contra a tuberculose e aconselhou a aqueles que ainda não conhecem o seu estado sorológico para dirigir a sector da saúde para fazer o teste.

“O Príncipe está no bom caminho na luta contra a turbeculose,  a taxa de cura é boa,  o número de casos diagnósticados está a reduzir, todavia,  a Delegação Regional da Saúde deve ter mais atenção aos casos de diabetes associado à tuberculose. Recomendo que não pode haver travão ao teste de tuberculose e SIDA e dentro do que é possível, a RAP deveria olhar para aquilo que está acontecer com associação da diabete e tuberculose, e ver que outras estratégias adicionais podem ser feitas  para um suporte de tratamento adequado”, disse a consultora Angélica Salomão.

Foto: Plácida Lopes
Texto:Plácida
Governo Regional do Príncipe – GRP
Assessoria de Comunicação Social
(239) 2251 013

Sobre Placida

Jornalista
Gallery | Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s