Ilha do Príncipe completa 542 anos

Príncipe, 16/01/2013 – Com 142 quilómetros quadrados, localizada a 160 km ao norte de São Tomé, ilha irmã, foi descoberta  pelos portugueses João de Santarém e Pedro Escobar, que no dia 17 de Janeiro de 1471, avistaram no alto mar a ilha verde localizada menos de 220 quilómetros da costa africana.

Príncipe Natureza Verde

Príncipe Natureza Verde

Esta é a  ilha do Príncipe, uma de três ilhas vulcânicas oceânicas existentes do Golfo da Guiné e é geologicamente a mais antiga do grupo, com 31 milhões de anos e alberga uma grande diversidade de habitats de grande importância e uma floresta densa tropical húmida africana com uma população de  7542 habitantes.

Segundo a história os navegadores portugueses baptizaram-na como ilha de Santo António. Reza a história que por amor, muito amor ao seu filho Afonso, o Rei Dom João II de Portugal, decidiu 4 anos depois do descobrimento baptizar a ilha com o nome “Príncipe”.

Com mar rico em pescado, Príncipe é coberto de uma floresta densa e  virgem, contornado por praias luxuriante também em estado virgem. É actualmente o único berço seguro de uma das espécies de tartarugas em fase de extinção no mundo, a SADA, considerado património natural do Príncipe. O Papagaio do Príncipe, é outra espécie animal em vias de extinção na região do Golfo da Guiné. A ilha conseguiu preservar a espécie, que nos últimos anos, voltou a sobrevoar a cidade de Santo António, como antigamente, anunciando o fim do dia e o amanhecer. Terra de plantas endémicas com propriedades curativas já comprovadas a nível científico, Príncipe reune as condições para ser um auténtico jardim do Éden, para o turismo responsável.

Príncipe foi terra de cultura de cana de açúcar, e mais tarde de cacau e café. Uma monocultura sustentada por mão-de-obra escrava, e mais tarde pela mão – de – obra contratada de Angola, Moçambique e Cabo Verde.

Apesar da pobreza e a descontinuidade geográfica,  que provocou duplo isolamento da ilha, isto é, em relação a São Tomé,  e ao continente africano, a natureza virgem  e o mar são  grandes riquezas do Príncipe, que o Governo Regional, decidiu potencializar para vencer a pobreza.

Para tanto, foi desenvolvido um Plano e Agenda de Desenvolvimento Sustentável que orienta o Governo Regional nos próximos 15 anos tendo como objetivo promover o desenvolvimento sustentável e surge para ajudar o Governo Regional  na execução dos seus projetos.

Cinco séculos depois a ilha do Príncipe foi classifica Patrimínio Mundial da Biosfera da UNESCO, um título que putencia iniciativas e atividades baseadas na conservação  e uso sustentável do património natural e cultural  e implementação de boa relação entre a população local  e o seu meio ambiente, visando um desenvolvimento  sustentável e responsável de toda a região e contribuindo assim para um mundo mais justo, equânimo e próspero.

Por conseguinte, este estatuto abre o caminho para a ilha maravilhosa como um destino de excelência para o turismo ambiental.

Príncipe enquanto Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO, promove

Pensando no bem-estar social, econômico e ambiental que a Reserva da Biosfera do Príncipe estabeleceu como prioridades o desenvolvimento do turismo ecológico, turismo de natureza, ecoturismo, agroturismo e turismo rural, visto que se trata de uma das principais atividades económicas da região,  conseguindo assim atrair alguns investidores internacionais que estão  interessados  em desenvolver na ilha projetos que rondam mais de  70 milhões de euros,  projetos esses  que visam  recuperar as infra-estruturas coloniais em degradação, criação de resort de alto nível integrado na natureza  respeitando o meio ambiente, com baixa densidade construtiva, recurso a técnicas de eficiência energética e gestão de resíduos; produção agrícola integrada na floresta; construir escolas de formação profissional, alargamento do aeroporto do Príncipe com capacidade para receber aviões de médio porte, como acontece no aeroporto internacional de São Tomé.

Outra data histórica para a região,  foi a autonomia conseguido em 29 de Abril de 1995, que por conseguinte,  15 anos mais tarde a ilha do Príncipe viu aprovado no ano 2010 o seu estatuto como região autónoma.

Portanto, a história das culturas de cana-de-açúcar, cacau e café bem como as infra-estruturas e gentes que deram suporte a tais culturais, enriquecem o património histórico da ilha que pretende abrir um novo ciclo económico, financiado pelo turismo ecológico.

Governo Regional do Príncipe – GRP
Assessoria de Comunicação Social
(239) 2251 011/ 013

Veja o programa de atividade alusivo a 542 anos de descobrimento da ilha do Príncipe

REPÚBLICA DEMOCRATICA                          DE S.TOME E PRÍNCIPE

REGIÃO AUTÓNOMA DO PRÍNCIPE

PROGRAMA DOS FESTEJOS ALUSIVO AO DIA 17 DE JANEIRO.

 

SEGUNDA-FEIRA DIA 14-01-13

As 10:00 H                  – Início da pintura do local do ato central

As 14:00 H                  – Inicio do torneio de futebol 5 feminino no parque popular

(Sundy- P-Real)

As 15:00 H                   – Torneio de futebol futebol 5 feminino

                                                ( C. da Cidade – Picão)

As 16:00 H                     – Abertura das Barracas nas redondezas do padrão

dos descobrimento

As 19:00 H                       – Actuação do Grupo Deixa no Mercado de Peixe

As 19:00 H                      – Actuação da Puita da Sundy no Padrão

TERÇA-FEIRA DIA 15-01-13

AS 15:00 H                       – Meias finais do futebol 5 feminino no parque popular

AS 19:00 H                       – Actuação do grupo chabeta Ilha verde no C. Cultural

QUARTA-FEIRA DIA 16-01-13

AS 10:00H                         – Assinatura de protocolo de geminação com a Câmara

Municipal de Ílhavo.

AS 11:00 H                        – Inauguração do jardim de infância da Porto real

– Animação do grupo Chabeta Côtxi Midju

 

AS 15:00 H                        – Final do torneio de futebol 5 feminino

AS 18:00 H                        – Tertúlia no jardim da rádio Regional

AS 19:00 H                        – Actuação da banda Mescla no recinto do Padrão.

AS 20.00 H                         – Actuação da discoteca Stº António.

QUINTA-FEIRA DIA 17-01-13

AS 06:00 H                       – Missa solene na paroquia Nª Sª da Conceição

AS 06:30 H                       – Prova de atletismo Masc/ Fem

volta a cidade Stº António (partida no padrão)

AS 07:30 H                       – Bênção as canoas, corrida de canoa a remo

na baia Stº António e caça ao pato

AS 10:00 H                         – Entrega de 2 viaturas de bombeiros pela Embaixada

da Ordem Soberana  de Malta ao Governo Regional

AS 10:30 H                         – Acto Central presidido por Sua Exª o 1º Ministro

e Chefe do Governo

AS 11:30 H                          – Desfile dos grupos culturais, grupos corais das igrejas

e os escuteiros defronte ao Centro Cultural do Príncipe

AS 13:00 H                           – Receção oficial

AS 14:00 H                           – Actuação da Puita de Thada no mercado de peixe

– Actuação do Bulauê no centro Cultural do Príncipe

– Actuação do Bulauê de São Joaquim defronte ao SCP

AS 18:00 H                        – Actuação do grupo cultural Deixa no mercado de Peixe

AS 20:00 H                           – Actuação das Discotecas

AS 00:00 H                           – Enceramento dos festejos

Nota:

Este Programa pode ser alterado por qualquer motivo imprevisto

Sobre Placida

Jornalista
Gallery | Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s